Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Rondônia

Rondônia passa a vender o 2° gás mais caro do país após preço do botijão subir quase 16% em seis meses

Foto: Ronaldo Gomes/EPTV

Com o aumento de 15,90% no preço do gás, o estado de Rondônia passou a ter o segundo gás mais caro do país, perdendo apenas para Mato Grosso (onde custa R$ 109,01)

Gás de cozinha ficou quase 16% mais caro no primeiro semestre — Foto: Tietê/Divulgaçã

Gás de cozinha ficou quase 16% mais caro no primeiro semestre — Foto: Tietê/Divulgação

O preço médio do botijão de gás de cozinha (13 quilos) subiu quase 16% em Rondônia nos seis primeiros meses de 2021.

De acordo com pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em janeiro, o consumidor pagava R$ 90,51 pela botija de gás, em média. Já no último mês de junho, a mesma unidade de 13 quilos custava R$ 104,91.

Com o aumento de 15,90% no preço do gás, o estado de Rondônia passou a ter o segundo gás mais caro do país, perdendo apenas para Mato Grosso (onde custa R$ 109,01).

Abaixo, veja o preço médio do gás em Rondônia no primeiro semestre:

Além do preço estadual, a ANP também define o valor médio em algumas cidades.

No último mês de junho, Pimenta Bueno era o município que vendia o botijão mais caro, onde o valor ultrapassou os R$ 115, em média (veja o ranking abaixo).

  • Pimenta Bueno: R$ 116,33
  • Vilhena: R$ 114,80
  • Cacoal: R$ 112,30
  • Porto Velho: R$ 99,34

 

Desde janeiro, o valor médio do gás subiu 9,75% em Porto Velho (foi de R$ 90,51 para R$ 99,34). Porém, se comparado ao preço comercializado em março de 2020, por exemplo, a alta já chega a quase 21%.

O aumento do preço do botijão de gás ao consumidor acontece após constantes reajustes feitos pela Petrobras às distribuidoras. No mês de junho, por exemplo, a empresa elevou em 5,9% o preço médio do Gás Liquefeito de Petróleo.

Na última segunda-feira (5), a Petrobras informou que vai reajustar de novo o preço dos combustíveis, incluindo o gás, a partir desta terça-feira (6).

O repasse dos reajustes nas refinarias aos consumidores finais nos postos não é garantido, e depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro e biodiesel.

Fonte: G1 RO

Publicidade. Continue lendo sua matéria ao descer mais a página

Faça um comentário

Notícias relacionadas

Destaques

O Brasil bateu mais uma triste marca na pandemia nesta terça-feira (23), registrando mais de 3 mil mortes por Covid em um dia pela primeira...

Capital

A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada pelo trabalhador ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial,...

Brasil

A Associação Médica Brasileira (AMB) divulgou um boletim nesta terça-feira (23) na qual condena, entre outros pontos, o uso de remédios sem eficácia contra...

Mundo

O Canal de Suez, no Egito, é uma das principais travessias marítimas do mundo para o transporte de mercadorias e matérias-primas. Desde terça-feira, a passagem...

Publicidade
× Quero anunciar!