Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Politics

Bolsonaro diz não ver motivos para conversar com presidente da Ucrânia

Invasão da Ucrânia pela Rússia cria grandes riscos para a economia global Foto: Guerra - Foto: Reprodução

Ele lembrou que a Rússia já defendeu o Brasil diante de críticas da comunidade internacional pela alta no desflorestamento da Amazônia na sua gestão, e que, por isso, não pode virar as costas para os russos

O presidente da República, Jair Bolsonaro – Foto: ALAN SANTOS / PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que, no momento, não tem o que dialogar com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, sobre a guerra pela qual o país passa, com invasões de tropas militares da Rússia.

“Alguns querem que eu converse com o presidente da Ucrânia. No momento, não tenho o que conversar com ele. Eu lamento aqui. Se depender de mim, não teremos guerra”, comentou Bolsonaro.

Na segunda-feira (28), o encarregado de negócios da Embaixada da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Tkach, afirmou que Bolsonaro está “mal informado” e sugeriu que ele conversasse com Zelensky para mudar a orientação de neutralidade em relação ao conflito entre os países europeus.

Bolsonaro, no entanto, disse que não vai tomar partido. Ele lembrou que a Rússia já defendeu o Brasil diante de críticas da comunidade internacional pela alta no desflorestamento da Amazônia na sua gestão, e que, por isso, não pode virar as costas para os russos.

“Quando se discutiu, em mais de um momento, questões climáticas no mundo, países do lado de cá, lá da Otan [Organização do Tratado do Atlântico Norte] queriam decidir que a autonomia da Amazônia não seria mais nossa, deveria ser administrada por um pool de países do mundo. Quem ficou do nosso lado e falou que a Amazônia é dos brasileiros foi o presidente [da Rússia, Vladimir] Putin”, justificou o presidente.

Segundo Bolsonaro, por conta disso, o Brasil não pode ficar do lado que se opõe à Rússia. “A gente vai construindo relacionamentos que a gente pretende que sejam duradouros. Se o pessoal do lado de cá, EUA, França e Reino Unido, querem relativizar a soberania da Amazônia, a área mais rica do mundo, e do outro lado tem alguém colaborando conosco, vamos abrir mão disso? Não.”

“Vamos agora assumir o lado daqueles que querem a todo custo relativizar a soberania da Amazônia ou vamos ter equilíbrio e esperar as coisas acontecerem?”, acrescentou o presidente.

Prejuízos ao agronegócio

Bolsonaro ainda falou sobre uma resolução contra a Rússia que deve ser votada pelo Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) nos próximos dias. Segundo ele, o país trabalha com o representante permanente do Brasil junto à ONU, embaixador Ronaldo Costa Filho, “de modo que o Brasil não seja um dos poucos prejudicados nessa questão”.

O presidente lembrou que a Rússia é um importante parceiro comercial do Brasil na venda de fertilizantes, e que um eventual problema nessa relação pode interferir no agronegócio brasileiro.

Publicidade. Continue lendo sua matéria ao descer mais a página

“Se prejudicar nosso agronegócio, pois o agronegócio é a locomotiva da nossa economia, como ficamos? Como fica nossa segurança alimentar? Sem fertilizante no Brasil, a gente perde produtividade. Como fica a inflação de alimentos? Nós vamos tentar resolver um assunto criando outro também grande? Nós não queremos naufragar na questão do agronegócio”, ponderou.

As falas de Bolsonaro foram feitas em entrevista à Jovem Pan.

 

Fonte: R7

Faça um comentário

Notícias relacionadas

Destaques

O Brasil bateu mais uma triste marca na pandemia nesta terça-feira (23), registrando mais de 3 mil mortes por Covid em um dia pela primeira...

Rondônia

Um vídeo que mostra os últimos minutos de vida de uma mulher que foi morta pelo tribunal do crime. A jovem identificada como Adriana...

Capital

A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada pelo trabalhador ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial,...

Destaques

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia informa os horários de restrição de circulação de veículos em razão dos feriados de Natal e de...

Publicidade
× Quero anunciar!