Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Tech

WhatsApp diz que não fez acordo com TSE e mudanças serão feitas após as eleições

A implementação da funcionalidade no Brasil ocorrerá somente após o período eleitoral", disse o WhatsApp em nota - Foto: Clóvis Miranda/Secom

Após o período eleitoral, o aplicativo também vai promover uma série de novidades. Entre elas estão as reações com emojis a mensagens, a exclusão de mensagens em grupos pelo administrador, o aumento da capacidade de envio de arquivos grandes para até 2 gigabytes e chamadas de voz com apenas um toque para até 32 pessoas

Um comunicado do aplicativo informou que as Comunidades devem permitir uma “melhor organização de grupos separados sob um ‘guarda-chuva’ principal” – Foto: REPRODUÇÃO/TECMUNDO

O WhatsApp informou que as mudanças que devem ser implementadas no aplicativo não são fruto de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e que as resoluções ocorrerão somente após as eleições deste ano. Representantes da empresa se encontraram na manhã desta quarta-feira (27) com o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o ministro das Comunicações, Fábio Faria.

“De acordo com o calendário já divulgado, a implementação da funcionalidade no Brasil ocorrerá somente após o período eleitoral”, disse o WhatsApp em nota.

“É importante ressaltar que a decisão sobre a data de lançamento deste recurso no Brasil foi tomada exclusivamente pela empresa, tendo em vista a confiabilidade do funcionamento do recurso e sua estratégia de negócios de longo prazo. Essa decisão não foi tomada a pedido nem por acordo com o Tribunal Superior Eleitoral”, completou.

O comunicado informa que a empresa assinou um memorando de entendimento com o TSE no início deste ano. O documento inclui, por exemplo, um chatbot – canal de denúncias para contas suspeitas de diversos disparos em massa e treinamentos para a equipe da Justiça Eleitoral.

O aplicativo também é signatário do Programa de Enfrentamento à Desinformação desde 2019. “No entanto, nenhum desses acordos com o WhatsApp faz referência à funcionalidade Comunidades ou ao seu momento de lançamento, pois esse tipo de decisão cabe à empresa”, destaca.

WhatsApp anunciou, no dia 14 de abril, o recurso “Comunidades”, que, na prática, permite disparos em massa para diversos grupos de interesses comuns. Isso acende um alerta quanto ao envio de informações falsas em ano de eleição, mas a empresa ressaltou que nenhum recurso novo será implementado antes do pleito de 2022. O WhatsApp avalia que o público-alvo da iniciativa são escolas, empresas e moradores de prédios.

Um comunicado do aplicativo informou que as Comunidades devem permitir uma “melhor organização de grupos separados sob um ‘guarda-chuva’ principal”. Ou seja, diretores de escola, por exemplo, poderão criar um grupo daquela instituição na plataforma, abrangendo outros subgrupos separados de professores, alunos e classes. Nele, os responsáveis pelo colégio podem enviar mensagens de avisos a todos ao mesmo tempo.

“Estamos no início do desenvolvimento de Comunidades para o aprimoramento do recurso antes de passar à etapa de lançamento global, o que não acontecerá por vários meses. Continuaremos a avaliar o momento exato para o lançamento da funcionalidade no Brasil e comunicaremos a data quando estiver definida. Reafirmamos que isso só acontecerá após as eleições de outubro”, finaliza a nota.

Após o período eleitoral, o aplicativo também vai promover uma série de novidades. Entre elas estão as reações com emojis a mensagens, a exclusão de mensagens em grupos pelo administrador, o aumento da capacidade de envio de arquivos grandes para até 2 gigabytes e chamadas de voz com apenas um toque para até 32 pessoas.

Publicidade. Continue lendo sua matéria ao descer mais a página

 

Fonte: R7

Faça um comentário

Notícias relacionadas

Destaques

O Brasil bateu mais uma triste marca na pandemia nesta terça-feira (23), registrando mais de 3 mil mortes por Covid em um dia pela primeira...

Rondônia

Um vídeo que mostra os últimos minutos de vida de uma mulher que foi morta pelo tribunal do crime. A jovem identificada como Adriana...

Capital

A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada pelo trabalhador ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial,...

Destaques

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia informa os horários de restrição de circulação de veículos em razão dos feriados de Natal e de...

Publicidade
× Quero anunciar!