Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Destaques

WhatsApp: criminosos usam foto de perfil de usuários para aplicar golpe

Criminosos usam foto de perfil dos usuários do WhatsApp para enganar amigos e familiares - Foto: PIXABAY

A estrutura do golpe é simples e começa com o criminoso enviando uma mensagem e dizendo que trocou de número, geralmente por ter deixado o telefone antigo em uma assistência técnica

Golpistas são diretos no pedido – Foto: REPRODUÇÃO/ALLOWME

Um número desconhecido entra em contato pelo WhatsApp, mas a foto é de uma pessoa familiar. Esta é a premissa do novo golpe que circula no aplicativo de mensagens do grupo Meta — antigo Facebook. O objetivo dos criminosos é o mesmo: extorquir usuários que se deixam levar apenas pela imagem conhecida no perfil.

A estrutura do golpe é simples e começa com o criminoso enviando uma mensagem e dizendo que trocou de número, geralmente por ter deixado o telefone antigo em uma assistência técnica. Logo em seguida o estelionatário pede ajuda à vítima dizendo que precisa fazer um pagamento, mas que está sem o aplicativo do banco no celular provisório.

“O fraudador pede uma transferência em dinheiro para alguma urgência, já que no novo celular o aplicativo do banco ainda não está autorizado a fazer esse tipo de transação”, comenta o especialista em prevenções de fraudes Fernando Guariento, da empresa AllowMe.

Segundo Guariento, neste golpe o estelionatário tem a vantagem de ter informações pessoais da vítima, como o nome de familiares próximos. Isto acontece porque muitos usuários de redes sociais deixam o perfil aberto a desconhecidos e marcam em fotos amigos e parentes.

“Temos o costume de marcar familiares e deixar explícito nas legendas das fotos qual o grau de parentesco com eles, e são com essas informações que o fraudador age”, explica o especialista.

Outra forma dos golpistas conseguirem os dados pessoais das vítimas é a partir de vazamentos de dados. Os estelionatários podem encontrar em alguns sites o nome completo, telefone, endereço, e-mail e até informações como CPF e RG.

Diferente do golpe do WhatsApp clonado, o perfil verdadeiro pelo qual o estelionatário se passa não perdeu o acesso ao aplicativo de mensagens. Desta forma, a única maneira do criminoso agir é criando uma conta nova e dizendo que supostamente teve um problema com o número antigo.

Para evitar golpes deste tipo, a AllowMe recomenda que os usuários mantenham os perfis em redes sociais disponíveis apenas para amigos e familiares. Além disso, a empresa também destaca a importância de sempre desconfiar quando alguém pede dinheiro por aplicativos como o WhatsApp.

 

Publicidade. Continue lendo sua matéria ao descer mais a página

Fonte: R7

Faça um comentário

Notícias relacionadas

Destaques

O Brasil bateu mais uma triste marca na pandemia nesta terça-feira (23), registrando mais de 3 mil mortes por Covid em um dia pela primeira...

Rondônia

Um vídeo que mostra os últimos minutos de vida de uma mulher que foi morta pelo tribunal do crime. A jovem identificada como Adriana...

Capital

A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada pelo trabalhador ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial,...

Destaques

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia informa os horários de restrição de circulação de veículos em razão dos feriados de Natal e de...

Publicidade
× Quero anunciar!