Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Brasil

Presidente da Bolívia vai à Guayaramerín e inaugura nova rota hidroviária

O presidente da Bolívia, Luis Arce, cumpriu nesta terça-feira, 13, agenda na cidade fronteiriça a Rondônia, em Guayaramerin, a capital do Departamento de Beni. O objetivo da visita é inaugurar uma rota alternativa pelo rio Mamoré, entre Guayaramerin e a região ocidental do país. A nova rota terá a missão de facilitar o acesso às conexões dentro da Bolívia, visando ainda fortalecer a exportação de produtos para a região mais ocidental do país.

O presidente da Bolívia, Luis Arce, cumpre hoje (13) agenda na cidade fronteiriça a Rondônia, em Guayaramerin, a capital do Departamento de Beni. O objetivo da visita é inaugurar uma rota alternativa pelo rio Mamoré, entre Guayaramerin e a região ocidental do país. A nova rota terá a missão de facilitar o acesso às conexões dentro da Bolívia, visando ainda fortalecer a exportação de produtos para a região mais ocidental do país.

Segundo o governo boliviano, a rota entre os rios Ichilo-Mamoré tem 1,4 mil km de extensão e pode conectar não somente os departamentos bolivianos como também ao Brasil e posteriormente a outros países a partir de outros mananciais. O valor do investimento, total, é quase US$ 70 milhões de dólares.

Durante o seu discurso, realizado às margens do Rio Mamoré, o presidente assegurou que o dispositivo vai beneficiar o Brasil e Bolívia “já que os produtos que saem pelo Pacífico demoram 60 dias para chegar aos mercados da Europa, enquanto pelo Atlântico a demora é de apenas 35 dias”.

“Guayaramerín vai ser um marco fundamental para as exportações da Amazônia e do Atlântico para os portos europeus e norte-americanos (…) Também vamos incentivar o turismo, que deve se tornar uma pedra angular do nosso desenvolvimento. Cumprimos nossa promessa que fizemos na campanha eleitoral de viabilizar a Hidrovia Ichilo-Mamoré como porta de entrada para Bolívia ao mundo”, discursou Arce.

Na sua totalidade, o projeto “Ichilo-Mamoré”, prevê a construção de três portos e a compra das barcaças para o transporte de carga. Como marco de inauguração, o governo boliviano enviou a sua primeira carga. Em cima de uma embarcação, material usado na construção civil foi enviado para um porto do interior. A rota hidroviária começa em Puerto Villarroel, Cochabamba, passa por Puerto Almacén perto de Trinidad, continua por Puerto Siles entre Yacuma e Mamoré; finalmente, termina em Puerto Sucre, localizado no município de Guayaramerín, no departamento de Beni, na fronteira com o Brasil.

Fonte: NewsRondonia

Faça um comentário
Publicidade. Continue lendo sua matéria ao descer mais a página

Notícias relacionadas

Destaques

O Brasil bateu mais uma triste marca na pandemia nesta terça-feira (23), registrando mais de 3 mil mortes por Covid em um dia pela primeira...

Capital

A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada pelo trabalhador ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial,...

Brasil

A Associação Médica Brasileira (AMB) divulgou um boletim nesta terça-feira (23) na qual condena, entre outros pontos, o uso de remédios sem eficácia contra...

Mundo

O Canal de Suez, no Egito, é uma das principais travessias marítimas do mundo para o transporte de mercadorias e matérias-primas. Desde terça-feira, a passagem...

Publicidade
× Quero anunciar!