Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Brasil

Bolsonaro passa segunda noite em hospital, ainda sem previsão de alta

Segundo o último boletim médico, divulgado às 20h de quinta-feira (15), o quadro de saúde do presidente, internado por causa de uma obstrução intestinal na quarta-feira (14), evolui de forma satisfatória

Bolsonaro passa segunda noite em hospital, ainda sem previsão de alta – ROVENA ROSA/AGÊNCIA BRASIL

presidente Jair Bolsonaro passou a segunda noite internado no hospital Vila Nova Star, na zona sul da capital paulista. Ele segue sem previsão de alta.

Na manhã desta sexta-feira (16) ele recebeu a visita do filho Carlos Bolsonaro. Várias carros oficiais chegaram ao hospital, segundo a equipe de reportagem da RecordTV que está no local.

Segundo o último boletim médico, divulgado às 20h de quinta-feira (15), o quadro de saúde do presidente, internado por causa de uma obstrução intestinal na quarta-feira (14), evolui de forma satisfatória. A sonda nasogástrica (do nariz ao estômago) foi retirada e a alimentação regular deve começar hoje.

O próximo boletim deve ser divulgado nesta manhã. Em entrevista ontem à RedeTV, o presidente afirmou que uma nova cirurgia está descartada e que espera ter alta nesta sexta.

Leia também: Entenda a obstrução intestinal que acomete Jair Bolsonaro

No fim da tarde de ontem, a primeira-dama, Michele Bolsonaro, postou uma foto em suas redes sociais de Bolsonaro sorrindo ao lado de uma outra paciente.

O presidente se internou na quarta após sentir dores abdominais durante a madrugada. Ele vinha reclamando que estava soluçando sem parar há 11 dias. Na noite do mesmo dia, ele foi transferido do Hospital das Forças Armadas, em Brasília, para o Vila Nova Star, da zona sul de São Paulo.

De acordo com os médicos, a obstrução no intestino é uma decorrência das cirurgias feitas pelo presidente desde a facada sofrida em setembro de 2018, durante a campanha presidencial.

Desde o atentado, o presidente é acompanhado pelo cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo. O presidente passou por seis cirurgias como consequência da facada. Foram quatro em 2018, e duas em 2019 – para retirada da bolsa de colostomia e para correção de uma hérnia na incisão da cirurgia.

Na última noite, um grupo religioso se reuniiu na frente do hospital para rezar pelo presidente. Apoiadores trouxeram também faixas e cartazas de apoio a Bolsonaro.

Publicidade. Continue lendo sua matéria ao descer mais a página

 

Fonte: R7

Faça um comentário

Notícias relacionadas

Destaques

O Brasil bateu mais uma triste marca na pandemia nesta terça-feira (23), registrando mais de 3 mil mortes por Covid em um dia pela primeira...

Capital

A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada pelo trabalhador ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial,...

Brasil

A Associação Médica Brasileira (AMB) divulgou um boletim nesta terça-feira (23) na qual condena, entre outros pontos, o uso de remédios sem eficácia contra...

Mundo

O Canal de Suez, no Egito, é uma das principais travessias marítimas do mundo para o transporte de mercadorias e matérias-primas. Desde terça-feira, a passagem...

Publicidade
× Quero anunciar!