Rondônia

Pacientes Rondônia são atendidos com equipamentos de locomoção e medicamentos

Secom

Diversos equipamentos de locomoção, como cadeira de rodas, muletas e cadeiras de banho foram entregues nos últimos dias pelo Governo de Rondônia, por meio da Gerência Regional de Saúde, na Região Central do Estado. Os equipamentos vão atender os municípios de Cacoal, Pimenta Bueno, Espigão D’Oeste, São Felipe D’Oeste, Espigão D’Oeste, Ministro Andreazza e Primavera de Rondônia.

Além da entrega dos equipamentos de locomoção, a Gerência Regional de Saúde também fez recentemente a entrega de termômetros infravermelhos aos municípios que integram a mesma região. A princípio, os aparelhos serão utilizados em barreiras sanitárias, nas ações de enfrentamento ao novo coronavírus.

“O trabalho feito pelo Estado tem sido constante e a Gerência Regional de Saúde tem repassado aos municípios todos os materiais que são adquiridos. Além das ações de enfrentamento à Covid-19, as outras demandas não foram desassistidas. Recentemente foi feita a entrega dos equipamentos de locomoção e os medicamentos continuam sendo entregues aos usuários, incluindo as medicações de alto custo”, destacou Jair Rocha, gerente regional de saúde em Cacoal.

Termômetros infravermelhos também foram entregues aos municípios e serão utilizados nas ações de enfrentamento ao novo coronavírus / Secom

Conforme explicou Jair, diariamente diversos pacientes procuram a gerência regional para buscar os medicamentos que são oferecidos pela rede pública de saúde. Esses pacientes são atendidos após a apresentação do laudo médico e da prescrição do remédio, efetivando o cadastrado junto ao Governo de Rondônia, para receber a medicação, enquanto for necessário ao seu tratamento. Vale ressaltar que o Estado atende uma portaria do Ministério da Saúde, onde consta a lista de todos os medicamentos que podem ser disponibilizados.

Além de medicações, cujos valores superam milhares de reais, também são considerados medicamentos de alto custo aqueles que são de uso contínuo, explica Jair Rocha. “Muitos pacientes precisam fazer uso de medicação ao longo de toda a sua vida, o que acaba gerando um custo elevado. É aí que a rede pública entra e oferece o suporte aos pacientes que dependem desse tipo de medicação contínua. O estado de Rondônia está a disposição de quem precisa”.

Secom

× Quero anunciar!