Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Rondônia

MPF recomenda ao Ministério da Saúde que aumente quantidade de vacinas contra a Covid-19 para Rondônia

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou que a Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, aumente a quantidade de vacinas contra a Covid-19 enviadas para Rondônia, pois de acordo com o órgão, o estado é o segundo que menos recebe doses proporcionalmente à população e é um dos que têm as maiores taxas de mortalidade.

O MPF também recomendou que doses do fundo estratégico de 5% que se destinam aos estados em situação crítica sejam enviadas imediatamente para Rondônia, pois o estado está acima da média nacional de mortes, ficando atrás apenas do Amazonas.

Ainda conforme o órgão, das capitais, Porto Velho tem a segunda maior média de óbitos acumulados, atrás apenas de Cuiabá (MT), além de ser a quarta na média de casos acumulados.

No documento, o MPF recomendou ao Ministério da Saúde mais atenção aos municípios de Porto Velho, Ariquemes, Guajará-Mirim, Vale do Paraíso e Pimenteiras do Oeste, por estarem na pior situação epidemiológica do estado.

O MPF deu um prazo de 72 horas após o recebimento do documento para que a Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações responda se vai acatar ou não a recomendação.

G1 entrou em contato com o Ministério da Saúde, mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria.

Faça um comentário

Notícias relacionadas

Capital

A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada pelo trabalhador ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial,...

Destaques

O Brasil bateu mais uma triste marca na pandemia nesta terça-feira (23), registrando mais de 3 mil mortes por Covid em um dia pela primeira...

Mundo

O Canal de Suez, no Egito, é uma das principais travessias marítimas do mundo para o transporte de mercadorias e matérias-primas. Desde terça-feira, a passagem...

Brasil

A Associação Médica Brasileira (AMB) divulgou um boletim nesta terça-feira (23) na qual condena, entre outros pontos, o uso de remédios sem eficácia contra...

Publicidade
× Quero anunciar!