Connect with us

Oi, o que você está procurando?

Destaques

Governo Estadual planeja logística para as vacinas contra a Covid-19

Johan Nilsson/ TT News Agency/via Reuters

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e a Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa), se prepara para atuar na logística de distribuição da vacina contra a Covid-19, comprada pelo Ministério da Saúde (MS) e repassada aos estados do Brasil, prevista para chegar em março do próximo ano (2021).

Durante coletiva à imprensa, ocorrida nesta última quarta-feira (9), foi informado que Rondônia já está preparado para o recebimento, aguardando apenas a validação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Neste mesmo dia, pela manhã, a equipe multiprofissional da Agevisa se reuniu para discutir as tratativas, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde, por meio do Plano Nacional de Imunização, já executado no Estado. O propósito é reforçar as ferramentas de apoio à Saúde Pública para, quando a vacina chegar, seja distribuída imediatamente aos municípios para imunização.

Os laboratórios vão começar a enviar os relatórios da terceira fase para mais um teste, que estava dependendo da Anvisa, para que este calendário seja concluído. A previsão é que o Estado receba a vacina na primeira semana de março de 2021.

Preliminarmente, na primeira fase serão contemplados os trabalhadores da Saúde, pessoas acima de 75 anos e população indígena. Serão aplicadas duas doses da vacina Oxford/AstraZeneca com intervalo de 28 dias. A quantidade de vacinas a ser recebida no Estado, será de acordo com a quantidade de população. O Governo do Estado segue firme com as ações de enfrentamento à Covid-19, buscando estratégias, em conformidade com as diretrizes do MS.

“O Estado de Rondônia, na manhã da terça-feira, dia 8, representado pela equipe que faz parte da vacinação participou de videoconferência com alguns governadores, em que foram tratados vários assuntos e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deixou bem claro, quem vai comprar a vacina. É o MS quem compra e distribui vacinas no Brasil, e isso acontece há décadas”, enfatizou o secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo.

Máximo disse ainda que o Programa Nacional de Imunizações (PNI) é considerado o melhor do mundo, sendo o Brasil o melhor país em capilarizar, distribuir vacinas para todas as regiões, estados, municípios, comunidades ribeirinhas, indígenas e quilombolas. “Fazemos isso com muita expertise e experiência, e esse ano não será diferente, só precisamos de alguns detalhes da vacina que vai ser comprada, como por exemplo, temperatura de armazenamento e logística para distribuição”, pontua o secretário.

VALIDAÇÃO PELA ANVISA

Segundo a Sesau, o Governo Federal vai comprar qualquer vacina, desde que esteja autorizada pela Anvisa. De acordo com a diretora geral da Agevisa, Ana Flora Gerhardt, o Governo de Rondônia irá aguardar a validação, com prazo de 60 dias para que a vacina seja certificada.

Enquanto isso, a equipe multiprofissional da agência estadual fez visitas em toda a rede de distribuição dos imunobiológicos que fica nas regionais de Saúde. O trabalho de rotina às regionais de Saúde já faz parte dos trabalhos da Agevisa, responsável pela verificação e funcionamento das câmaras de frio, distribuição e logística.

Publicidade. Continue lendo sua matéria ao descer mais a página

RONDÔNIA ESTÁ PREPARADA

De acordo com o coordenador Estadual de Imunização, Ivo Barbosa, Rondônia tem a melhor rede de frio do Brasil, elogiada pelo representante do Ministério da Saúde, Semi Melhen, o que é importantíssimo para o armazenamento das vacinas.

“Tudo depende da Anvisa, órgão que vai liberar a vacina. O Estado de Rondônia está preparado para receber as doses. Não temos preocupação nenhuma, pois será mais uma vacina que fará parte do nosso calendário de imunização. Temos toda a logística organizada e estamos apenas aguardando o MS entregar ao Estado, e nós faremos a distribuição aos municípios”, destacou o coordenador.

A diretora da Agevisa, Ana Flora, frisou que o centro de distribuição dos imunobiológicos fica em São Paulo, em Guarulhos e Rondônia recebe na Rede de Frio Estadual, uma das melhores estruturas físicas do Brasil por ser completa e organizada. “Rondônia está preparada para receber as vacinas, temos uma das melhores estruturas para acomodar nas redes frias as vacinas que virão, além de termos em estoques seringas e agulhas, e mais as que serão doadas pelo MS”, enfatizou a diretora.

Ivo não pensa diferente. Somos treinados para isso, assim que chegarem as vacinas nossos caminhões refrigerados já estão preparados para receber, onde iremos entregar para as regionais e as regionais irão abastecer os municípios para imunizar a população. Tudo será definido pelo MS”, destacou o coordenador.

Fonte – 010 – SECOM – GOV/RO
Faça um comentário

Notícias relacionadas

Capital

A Caixa Econômica Federal depositará o dinheiro na conta corrente informada pelo trabalhador ou na conta poupança digital, usada para pagar o auxílio emergencial,...

Brasil

O governo já tem a pronto um calendário inicial de pagamentos do auxílio emergencial. Com a aprovação pelo Congresso da Proposta de Emenda à...

Mundo

O Canal de Suez, no Egito, é uma das principais travessias marítimas do mundo para o transporte de mercadorias e matérias-primas. Desde terça-feira, a passagem...

Brasil

Governo suspeita que a variante P1 chegou ao país por meio de bolivianos contaminados em um casamento no Brasil; quatro municípios fronteiriços decidiram imunizar...

Publicidade
× Quero anunciar!