🎙 A rádio que todo mundo ouve!

🎼 Escute no rádio, no carro, pelo APP e pelo site!

--:--
--:--
  • cover
    Rádio Porto Velho

Menu

Desocupação do Parque Guajará-Mirim completa uma semana com 8 prisões e 100 acampamentos destruídos

operação Mapinguari para desocupar o Parque Guajará-Mirim (RO) completou uma semana nesta segunda-feira (21). Em sete dias, segundo balanço obtido pela Rede Amazônica, oito invasores foram presos na região e mais de 100 acampamentos foram destruídos.

O Parque Guajará-Mirim tem cerca de 200 mil hectares, e a área conhecida como Bico do Parque vinha sendo destruída por constantes desmatamento e queimadas.

A ação para retirada de desmatadores iniciou no dia 14 de agosto e cerca de 25 famílias deixaram imediatamente o parque, de forma voluntária. Na região já foram apreendidas armas de fogo e estruturas de rede elétrica.

Durante uma semana, os agentes identificaram vários acampamentos construídos ilegalmente na área de proteção ambiental. Em alguns deles havia galinheiros e canteiros de horticultura.

Cerca de 100 estruturas precisaram ser inutilizadas, sendo que na maioria dos casos foi necessário o uso do fogo para total destruição.

Acampamento é destruído em operação no Parque Guajará-Mirim — Foto: Rede Amazônica

Acampamento é destruído em operação no Parque Guajará-Mirim — Foto: Rede Amazônica

A operação Mapinguari deve seguir até o início de setembro, mas a fiscalização e proteção da reserva estadual será permanente, segundo ressaltou Pablo Hernandez Viscardi, promotor do MP-RO e coordenador do Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente, Habitação, Urbanismo, Patrimônio Histórico, Cultural e Artístico (Gaema).

FONTE: G1RONDONIA

× Quero anunciar!