🎙 A rádio que todo mundo ouve!

🎼 Escute no rádio, no carro, pelo APP e pelo site!

--:--
--:--
  • cover
    Rádio Porto Velho

Menu

AUTISMO: No Dia Mundial do tema, jornalista de RO participa de iniciativa internacional.

02 de Abril é celebrado como Dia Mundial da Conscientização do Autismo. Por isso, há muitas Descobertas e Inovações no Entendimento da Condição.

E à medida que o mundo observa o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, um olhar inovador sobre essa condição está surgindo graças a projetos como o RG-TEA e estudos recentes que ampliam nossa compreensão do Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Veja mais

Autismo e agrotóxicos: existe uma relação de risco, não demonstrada
PROGRAMAÇÃO: Evento ‘Autismo não tem cara’ promove ações de inclusão em Porto Velho
CONEXÃO RONDONIAOVIVO: Artista plástica Eryler Aguiar diz como o autismo virou arte na vida dela

Um projeto, chamado de RG-TEA se destaca como uma iniciativa colaborativa envolvendo profissionais de diferentes campos e pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Com uma equipe diversificada, incluindo especialistas em neurociências, medicina, psicologia, e outros profissionais, juntamente com indivíduos que vivenciam o TEA, o projeto busca contribuir para a pesquisa e oferecer suporte a pessoas com autismo.

Essa colaboração multidisciplinar tem como objetivo ampliar o entendimento do TEA e explorar abordagens terapêuticas eficazes.

Durante uma recente conferência, o representante do CPAH – Centro de Pesquisa e Análises Heráclito, parte integrante do projeto RG-TEA, compartilhou descobertas importantes na área do autismo.

Uma pesquisa significativa sobre a ressonância estocástica no autismo foi destacada, revelando que pessoas com altos traços autísticos podem exibir um desempenho cognitivo superior sob certas condições.

Este estudo, amplamente discutido no CPAH, proporciona um olhar inovador sobre as possíveis vantagens cognitivas associadas ao autismo, enriquecendo o entendimento atual da condição.

Foto: Vetre/Shutterstock

No contexto do estudo realizado pelas Universidades Rowan e Rutgers, ambas nos Estados Unidos, a preocupação levantada não é se o bisfenol A (BPA), um aditivo plástico comum, causa o autismo ou TDAH, mas sim como essa substância afeta crianças já diagnosticadas com estas condições.

O estudo identificou que crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) têm uma capacidade reduzida de desintoxicação do BPA em comparação com crianças neurotípicas.

Isso sugere que crianças com TEA e TDAH podem ser mais vulneráveis aos efeitos tóxicos do BPA, devido à menor eficiência em processar e eliminar essa substância do corpo.

Essas descobertas são fundamentais para repensar as abordagens no cuidado e suporte a indivíduos com TEA. A pesquisa do RG-TEA e os estudos sobre a toxicidade do BPA demonstram a importância de uma perspectiva multidimensional na análise do autismo, envolvendo desde a neurofisiologia até os fatores ambientais.

O Projeto RG-TEA ressalta a importância da continuação das pesquisas nessa área emergente.

“O Dia Mundial da Conscientização do Autismo é um momento crucial para refletir sobre as maneiras de aprimorar a vida das pessoas no espectro. Com o avanço das pesquisas e a implementação de abordagens inclusivas, o projeto está pavimentando novos caminhos para uma compreensão mais profunda e um suporte mais eficaz às pessoas com autismo”, destacou a equipe do projeto.

Um aspecto notável do projeto RG-TEA é a sua equipe diversificada, composta por profissionais altamente qualificados de diversas áreas. Sob a liderança do Dr. Fabiano de Abreu Agrela, a equipe inclui Dr. Daniel Silveira, médico com diagnóstico de TEA, e a Dra. Leninha Wagner, PhD em Neurociências.

A pesquisa e o desenvolvimento no campo do autismo são enriquecidos pela colaboração de Hitty-ko Kamimura, especialista em farmácia e biotecnologia, e pelo Dr. Flávio Henrique, médico psiquiatra focado em pesquisa sobre TEA.

Contribuições importantes também vêm de Dra. Natalie Banaskiwitz, PhD em Psicologia e especialista em autismo, e de Vanessa Bulcão, psicóloga baseada em Portugal.

O jornalista de Rondônia, Marcos Souza (que inclusive já foi da equipe do Rondoniaovivo), é pai de uma criança com TEA, e Lorrana Gomes, advogada e mãe de uma criança com TEA, trazem perspectivas pessoais valiosas para o projeto.

Completando este grupo estão Giovanna Cariry, influenciadora com TEA Nível 2 de Suporte, e Gildo Cariry, padrasto de uma criança com TEA.

Essa equipe multidisciplinar trabalha em conjunto para criar um ambiente de apoio, pesquisa e desenvolvimento que beneficia não apenas pessoas com TEA, mas também suas famílias e comunidades.

O projeto RG-TEA se destaca pela sua abordagem holística e inclusiva, garantindo que os avanços na ciência do autismo sejam acessíveis a todos os que necessitam.

Neste Dia Mundial da Conscientização do Autismo, testemunhamos progressos notáveis e encorajadores tanto na pesquisa quanto no apoio às pessoas com TEA. Projetos como o RG-TEA, conduzidos por uma equipe de especialistas comprometidos e experientes, estão fazendo descobertas importantes sobre o autismo.

Mais do que isso, estão oferecendo esperança e desenvolvendo abordagens práticas para melhorar a vida daqueles afetados por essa condição.

Fonte: Rondônia ao Vivo

× Quero anunciar!