Rondônia

Polícia Civil deflagra segunda etapa da operação para prender membros de facção

Divulgação

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por intermédio da Delegacia de Polícia Civil de Candeias do Jamari, deflagrou na manhã desta sexta-feira (28), a segunda fase da Operação Manus Legis em combate aos crimes de Organização Criminosa, Associação para o tráfico e homicídio. Foram cumpridos 11 (onze) mandados de prisão temporária e 08 (oito) mandados de busca e apreensão nos municípios de Candeias do Jamari e em Porto Velho.

As investigações que deram origem a Operação se iniciaram com o homicídio que vitimou “Leandro Araújo Prata”, 27 anos, executado em frente a sua residência no dia 03 de maio deste ano. Os Investigadores apresentaram provas de que a morte de Leandro teria sido orquestrada por uma Organização Criminosa que visava dominar o comércio ilícito de tráfico de drogas em Candeias e que ainda tentaram contra a vida de mais 3 vítimas no mesmo período. A facção queria impor a seguinte ordem: “Ou o traficante tornava-se membro facção ou teria que sair da cidade, caso contrário seria morto!”. A primeira fase da Operação foi dia 21/07, onde foram cumpridos 31 mandados de prisão temporária e 30 de busca e apreensão.

Das 11 pessoas (alvos) desta operação, 02 estão recolhidas no sistema prisional em razão de outros crimes. Em desfavor dessas 02 pessoas há mandados de prisão e de busca e apreensão a ser cumprido nas celas com o intuito de localização e apreensão de celular e anotações. Os policiais localizaram

munições na residência de um dos alvos, o qual foi preso e conduzido a Central de Flagrantes para ser flagranteado por posse ilegal de munição.

O nome da Operação “Manu Legis” é um termo do latim que significa “mãos da Lei” e faz referência à atuação da Polícia Civil como a executora da lei para impor a ordem.

PC/RO

× Quero anunciar!